Voltar ao site

Sesc e Ação da Cidadania se unem e criam a maior iniciativa de distribuição de alimentos da América Latina

As duas maiores redes de solidariedade e combate a fome estão juntas para auxiliar a população mais impactada pela pandemia do Covid-19

· Notícias,Na Mídia

Fazer com que alimentos e produtos de higiene e limpeza cheguem à casa de milhões de brasileiros atingidos pela pobreza e, agora, pelas medidas de contenção ao contágio por Covid-19, nas mais distantes localidades, é o desafio da ação “Unidos pela Solidariedade”. A parceria firmada entre o programa Mesa Brasil Sesc e a ONG Ação da Cidadania, representa a maior iniciativa de distribuição de alimentos da América Latina e tem como objetivo fortalecer a rede solidariedade que se forma no país em enfrentamento ao novo coronavírus.

O convênio visa potencializar o trabalho já desenvolvido pelas duas instituições na coleta de alimentos, captação de recursos, armazenamento e a logística de distribuição, beneficiando diretamente a população mais vulnerável e/ou que vive regiões isoladas do país.

‘’Trabalhar em parceria já é parte da forma de atuação do Sesc. Desde 1994, o programa Mesa Brasil vem unindo parceiros e formando esta grande mobilização solidária, que se fortalece agora com o apoio e experiência da Ação da Cidadania. Juntos, conseguiremos ampliar esta rede de solidariedade tão importante neste momento de crise. Temos certeza que, passado este período, sairemos todos fortalecidos e conscientes da necessidade de trabalharmos juntos sempre em prol de uma sociedade mais justa e igual’’, diz o diretor-geral do Departamento Nacional do Sesc, Carlos Artexes.

 “O que estamos vivenciando neste momento é algo que nunca vimos antes em termos de pobreza e insegurança alimentar. É um tsunami. Só há um jeito de conseguirmos vencer o desafio que está posto para todo o mundo, unir forças. Somente juntos venceremos. Esta parceria, entre as duas maiores instituições brasileiras que atuam na questão da segurança alimentar, é um exemplo para a sociedade e uma honra para nós da Ação da Cidadania. Cada prato de comida a mais que esta parceria viabiliza, será uma potencial vida salva, e se só uma vida a mais for salva, já valeu a pena.” diz Kiko Afonso, Diretor Executivo da Ação da Cidadania.

Hoje, no país, mais de 50 milhões de pessoas vivem com menos de R$ 400 por mês. A situação é ainda mais grave por conta das restrições decorrentes da pandemia do novo coronavírus, que impacta a atividade econômica, produzindo mais desempregados e colocando milhares de família em situação de risco pela falta de alimentos. Estimativas recentes do Banco Mundial indicam que, mesmo antes da Covid, até 5 milhões de brasileiros poderiam entrar na faixa de extrema pobreza, situação em que já se encontram cerca de 15,2 milhões de pessoas, segundo a Síntese dos Indicadores do IBGE/2018.

Somam-se a eles, em potencial de risco de insegurança alimentar eminente, dezenas de milhões de trabalhadores informais (hoje mais de 40 milhões) que do dia para a noite perderam sua renda e que não possuem crédito ou poupança.

 Operacionalidade

Com a criação desta imensa rede de distribuição e arrecadação, as duas entidades trabalharão em conjunto, para dar complementariedade uma a outra nas suas operações.

O Mesa Brasil vai apoiar com a logística de seus centros de recepção e distribuição espalhados por todo o território nacional, possibilitando que os alimentos e produtos de higiene e limpeza cheguem a localidades mais distantes. Além disso, as cestas básicas adquiridas por meio das doações que chegam a Ação da Cidadania poderão ser complementadas com produtos arrecadados junto aos parceiros do Mesa Brasil regionalmente, como hortifrutigranjeiros, pescado e laticínios, entre outros, representando maior valor nutricional para os assistidos.

De outro lado a Ação da Cidadania vai operar com toda a sua expertise e rede assistencial para colher doações, transformando os recursos arrecadados desta parceria em cestas básicas, fundamentais para a subsistência das famílias neste momento de pandemia, e ajudando a operacionalizar as entregas com sua imensa rede de entidades locais espalhadas por todo o país.

Também, para maximizar este esforço de captação de recursos financeiros, a ONG terá acesso ao cadastro de entidades que operam com o Mesa Brasil Sesc, que utilizará os seus canais de comunicação para ampliar a visibilidade e o engajamento à campanha.

Sobre o Mesa Brasil

O trabalho do Mesa Brasil Sesc se desenvolve dentro de uma logística de doação e distribuição, buscando alimentos onde sobram e entregando onde faltam. A partir da parceria com 3.376 empresas doadoras, o programa de segurança alimentar e nutricional promove a distribuição de alimentos excedentes ou fora dos padrões de comercialização, mas ainda próprios para o consumo, a mais de seis mil entidades assistenciais cadastradas. Em 2019, foram arrecadadas mais de 39 mil toneladas de donativos.

Em virtude da pandemia, a captação de parcerias foi intensificada, com objetivo não só de ampliar a arrecadação de alimentos, como também angariar produtos de higiene e limpeza, tão necessários à prevenção contra o contágio. Desde o início das medidas de isolamento social em março, o Mesa Brasil Sesc – rede nacional de banco de alimentos – distribuiu em todo país mais de 5,4 mil toneladas de alimentos. Esses donativos beneficiaram cerca de 1,4 milhão de famílias por mês, em 500 municípios do país.

Nesse período, a rede de solidariedade do Mesa Brasil cresceu porque mais empresas passaram a procurar o programa para fazer doações e ajudar no enfrentamento da pandemia. Parcerias com redes de supermercados têm possibilitado a participação da população nas ações de solidariedade. Empresas vêm ofertando suas frotas para ampliar a capacidade de distribuição, fazendo com que os alimentos cheguem dentro das comunidades.

Públicos diferenciados também vêm sendo contemplados pelas doações, como famílias integrantes de circos instalados no Rio de Janeiro que, com a proibição de apresentações, para evitar aglomerações, ficaram sem recursos; refugiados que sobrevivem de trabalhos informais e comunidades indígenas.

Sobre a Ação da Cidadania

Fundada pelo Sociólogo Herbert de Souza, o Betinho, em 1993, formou uma imensa rede de mobilização de alcance nacional para ajudar 32 milhões de brasileiros que, segundo dados do Ipea, estavam abaixo da linha da pobreza.

É um movimento social que nasceu baseado em um conceito simples: Solidariedade, todos nós podemos.

Entre 1993 e 2019, foram arrecadadas mais de 33 mil toneladas de alimentos em todo o Brasil, beneficiando mais de 3,5 milhões de famílias com o equivalente a 132 milhões de pratos de comida distribuídos desde 1993.

Criada no auge do Movimento pela Ética na Política, a Ação da Cidadania contra a Fome, a Miséria e pela Vida se transformou no movimento social mais reconhecido do Brasil. Seu principal eixo de atuação é uma extensa rede de mobilização formada por comitês locais da sociedade civil organizada em todo o país, em sua maioria compostos por lideranças comunitárias, mas com participação de todos os setores sociais, especialmente nas ODS’s1 (Erradicação da Pobreza), 2 (Fome Zero e 10 (Redução de Desigualdades).

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK