Comitês em Ação

Encerramento da segunda turma do Programa Miniempresa

Vinte e cinco jovens participaram de 16 jornadas de formação

As jornadas da segunda edição do Programa Miniempresa foram concluídas na última terça-feira (26) no armazém da Ação da Cidadania. O evento de encerramento reuniu jovens participantes, familiares, representantes da Dell, Junior Achievement Rio de Janeiro e Ação da Cidadania, instituições parceiras na execução do programa, para apresentação de resultados e entrega dos certificados.

O Miniempresa apresentou a Educação Empreendedora por meio da metodologia aprender/fazendo ao grupo inicialmente composto por 25 jovens indicados pela Rede de Comitês da Ação da Cidadania atuantes na Região Metropolitana do Estado do Rio de Janeiro. O processo de formação teve duração de quatro meses incluindo a realização de 16 jornadas, participação em feiras, ações sociais, pitch e formatura.

Durante este período o grupo teve acesso a todo conteúdo necessário para criação e gestão de um negócio com o objetivo de desenvolver habilidades empreendedoras, capacidade de liderança, determinação, responsabilidade, trabalho em equipe e, sobretudo, a autonomia e o protagonismo da própria história. A criação da empresa fictícia Camuflaê S.A/E e o desenvolvimento do produto Seguraê, planejado para armazenamento de artigos pessoais e prevenção contra roubos e furtos, fazem parte do resultado de dedicação da turma desta edição.

O Programa Miniempresa está alinhado à iniciativa da Ação da Cidadania em cooperar com a aceleração das transformações para a agenda 2030 no Brasil. Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) quatro e oito propõe a construção de um mundo melhor até 2030 a partir de ações que assegurem a educação inclusiva e equitativa de qualidade, a promoção de oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos e políticas que incentivem o empreendedorismo e a criação de empregos de forma sustentável e inclusiva.

A Ação da Cidadania é conhecida pelo histórico de luta pela erradicação da miséria e fome no Brasil há 25 anos, e, conforme mencionado por Daniel de Souza, Presidende do Conselho da Ação, na abertura do evento, o investimento em iniciativas de impacto com foco na Educação Empreendedora para juventude é certamente uma ferramenta potente de transformação social. Rumo à terceira edição!

Notícia publicada em 29.06.2018